Glória! Não a que vem dos homens

Eu não aceito glória que vem dos homens. Jesus  Jo 5.41

Somos instruídos, pela própria Palavra, a glorificar a Deus e ao seu Filho, Jesus. E o Filho, nessa declaração, diz que não aceita glória que vem dos homens. Como entender isso? Devemos analisar sob duas óticas.

  1. Para Deus, nada que vem da Terra ou puramente humano é significante em si mesmo. Os valores terrenos são transitórios e fúteis, sem nenhum significado que perdure eternamente. Satanás ofereceu a Jesus todos os reinos do mundo, mas foi refutado pela Palavra de Deus, que se sobrepõe a qualquer argumento humano e que permanece para sempre.
  2. Glória – no sentido de adoração, é acompanhada de significado quando parte de um coração crente e renascido, gerada no espírito daquele que teve um genuíno encontro com Deus. Deus é Espírito e o homem não pode adorá-lo, sem que tenha uma percepção  da sua essência.

A glória a que Jesus está se referindo,  seria a glória de corações carnais, destituída de qualquer espiritualidade.   Mas a glória e a adoração dos homens, que não andam mais sob o domínio da carne, mas do espírito, é devida e oportuna. Ele recebe a glória  daqueles que vêem nele, não um mero homem, mas o Deus encarnado que é digno de toda honra, glória e louvor, não por seus feitos ou por aquilo que Ele pode dar , mas pelo que Ele é.  Glória, pois, a Ele eternamente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *