A Soberania da Palavra de Deus

As palavras que proferimos não se perdem no espaço. A seu tempo, elas darão os seus devidos frutos, e cada um se deliciará  ou amargará deles na colheita. As palavras  têm poder de condenação ou absolvição, como sementes, frutificarão segundo a sua espécie. Elas têm poder criador, tanto podem construir ou destruir. Se alguém deseja ver dias melhores e coisas boas, com seus lábios não deve falar palavras tenebrosas, pessimistas ou de maldição sobre a situação que está vivenciando ou sobre a vida de outros.   O que alguém disser certamente se materializará em tempo oportuno. Muito mais a Palavra de Deus, é inquestionável a sua Soberania e Poder!

Deus é espírito,  é um ser pessoal, o Criador de todas as coisas!  A revelação desse Deus é expressa através da  criação, porque tudo que contemplamos na natureza denuncia o Poder e a Soberania de um Ser criativo e original. Quem mais poderia fazer algo semelhante as suas Obras? Ele é o  grande “Eu Sou” que se revelou a Moisés de uma forma especial e, hoje, continua  se revelando ao homem através da sua Palavra, a Bíblia Sagrada. A vontade de Deus, o Único Deus verdadeiro e Criador do Universo, está totalmente explícita nesse livro.  Por isso, não há como amar a Deus e não ser apaixonado por sua Palavra.  A Palavra de Deus é como uma flecha com um alvo certeiro, não são palavras lançadas ao vento, sujeitas a se perderem com o tempo, mas cumpre seu propósito, seja ela de bênção ou maldição: “Assim será a Palavra que sair da minha boca, não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei”. Is 55.11. “Passará o céu e a terra, mas as minhas  Palavras não passarão”. Mc 13.31. A palavra de um rei terreno não pode ser revogada, imagine a força da Palavra proferida pelo Rei da Glória!

Todo o inferno treme, desde os tempos remotos, diante do poder criador da Palavra de Deus. Lúcifer foi o primeiro a experimentar o efeito da Palavra de Deus em relação a juízo  quando, por desobediência, foi expulso da presença de Deus e arrastou consigo um terço dos anjos. Não é de estranhar todo o seu desespero diante da Verdade e todo o seu empenho em distorcê-la.
A Palavra de Deus confronta a mentira, o erro e o engano do reino das trevas. Por isso, seus súditos fazem tudo para resisti-la, principalmente, semeando distorções nas organizações humanas. Hoje, como nunca,  tem se acentuado a semeadura de inverdades  em todos os segmentos da sociedade, até no meio dos filhos de Deus. A Palavra de Deus é Soberana e não está condicionada ao que os sábios e entendidos acham. Ela é o que é, ela é o que ela diz ser, tem peso próprio, não depende do valor ou reconhecimento que alguém possa lhe dar. Segundo o escritor da carta aos Hebreus, a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, como escaparemos se não atentarmos para a salvação proclamada na Palavra de Deus? Também, o apóstolo Pedro faz alusão aos juízos do mundo antigo, na época de Noé e Ló por desobediência da Palavra de Deus. Como Ele poupará os atrevidos que  ousam transgredir a sua Lei deliberadamente?

A não firmeza na Palavra de Deus constitui um perigo iminente de destruição na vida de uma pessoa, principalmente, dos que se declaram cristãos. Jesus comparou esse homem a alguém que edifica a sua casa na areia, sujeita a ser derrubada pelo vento. Roubar o conhecimento da Palavra de Deus ou distorcê-lo tem sido a maior estratégia de satanás para desvirtuar o homem do propósito para o qual Deus o criou. Mas a maior arma para vencê-lo é a própria Palavra de Deus, ele não pode resistir a verdade e certamente fugirá. Foi assim no deserto quando ele tentou Jesus, foi vencido pela Palavra que saiu da boca de Deus, e continua sendo assim. A Palavra de Deus, na boca dos filhos da luz, detona as hostes do mal e faz um grande estrago no reino das trevas.

Por mais que alguma coisa se mostre atraente e lógica aos olhos humanos, revestida de todos os paradigmas modernos e  adequada aos padrões culturais da sociedade,  se fere os princípios da Palavra de Deus, deve ser relegada a  algo desprezível e sem nenhum valor.  O que Deus tem preparado para os seu povo é inegociável e incomparavelmente superior diante das “riquezas” deste mundo caído. “Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”. Vale ser fiel até à morte. Então, vamos nos empenhar para sermos instruídos e firmados no que Ele diz, moldados segundo o seu padrão,  vamos buscar o conhecimento de Deus e edificar nossa casa sobre a Rocha inabalável e invencível: a Soberana Palavra de Deus!

2 pensamentos em “A Soberania da Palavra de Deus”

  1. Amém
    Concordo plenamente com o texto acima, infelizmente muitos cristãos tem dado mais valor aos prazeres da carne do que as coisas espirituais, por isso vivemos em uma geração corrupta e vergonhosa no meio de um povo que se diz Cristão, satanás continua a convencer e a enganar como no “Edem” o seres humanos, fico muito triste por ver a maioria dos cristãos aprisionado a riquezas dessa terra e não AMAR o seu próximo como o Sr. Jesus Cristo amou, e muito fácil amar da boca para fora!!! Que DEUS derrame a sua Graça e que o Sr. Jesus Cristo se revele para a humanidade pois só assim conheceremos e obedeceremos com convicção e Amor ao único DEUS que existe e destruiremos todos os ídolos que construirmos no decorrer de nossos dias nessa terra.

  2. Diante de tantas verdades , o que dizer? só dar glórias a Deus por esse texto tão verdadeiro falando da Palavra de Deus que é Poderosa para todo sempre.
    Parabéns ao Clamor dos filhos .Que Deus continue dando sabedoria para escrever textoedificantes como esse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *